Transpassar

Quis alguns minutos de expectativas
Mas a confusão das tuas atitudes me perturbam.
Nada me diz mais da nossa situação
Do que o teu sorriso perdido de uma felicidade que nem você mesmo compreende
Entretanto faz questão de estampar nas mais corriqueiras respostas aos cumprimentos diários
Você e eu temos o dom de sorrir para o azar
Que repousa sob a sorte de nos evitarmos
No nosso caso, o acaso do cotidiano é mera conjectura.
Vimos o quê?
Dois ou três filmes juntos?
Não me recordo de nenhum final contigo,
Nem mesmo os créditos nos preocupamos em dedicar
Aceitamos qualquer responsabilidade que nos for atribuída
Para o bem e para o mal.
Diriam-nos, em alguma breve conversa de botequim,
Que perdemos algumas boas horas das nossas vidas
Escalando as escadas da inquietude
Porque, convenhamos, quando a alma está inquieta
O corpo padece em valorosos e inúmeros amanheceres
Das mais intensas ressacas morais e qualquer outro tipo de ressaca.
Lavar o rosto de manhã cedo em certo dias
Me faz pensar que teria sido melhor mesmo continuar com a cara de ontem.
O ontem contigo eu até que já compreendo bem.

Fernando Martilis


0 perceberam algo:

Postar um comentário