Atos finais

E mesmo que ainda quisesse
Não mais iria querer
Pois, ainda pago muito caro,
Com os últimos trocados de amor próprio que me restou,
A derradeira vez que quis,
Que te quis...
Mesmo que a dúvida me corroesse por dentro,
Não perguntaria mais nada...
Ainda tenho pesadelos com não's
Quando não's,
Me atormento imaginando quais seriam as respostas
Que nunca me vieram...
Não te beijaria,
Ainda que conheça todo o traçado da tua boca
De tanto desenhá-lo com os meus dedos
E logo depois apagá-lo com os meus lábios,
Porém, há muito, teus beijos são frios
E imperseguíveis...
Não te olharei mais,
Que a tua imagem não mais reflita meus olhos marejados
Após explodirem todas as lembranças
Que um único olhar é capaz de trazer,
Assim, meu último ato para contigo será olhar
Para o outro lado que não o teu...
Sem
Quereres,
Falas
Ou olhares,
Procurando um outro caminho que não cruze contigo.

Fernando Martilis

1 perceberam algo:

  1. Paloma Colares disse...:

    muito lindo, parabéns!

Postar um comentário